O que é um trader

Trader é todo e qualquer indivíduo que se engaja na transferência de ativos financeiros, para alguma instituição ou para si próprio.

Essa definição, contudo é muito ampla e podemos detalhar mais. No que tange o aspecto profissional, é possível segmentar traders nas diferentes classes:

Traders Institucionais

Trabalham para instituições financeiras, fundos, seguradoras ou mesmo em empresas não financeiras, mas com mesa de operações ativa. Traders Institucionais possuem grau variável de autonomia, ou seja, há traders que possuem total autonomia para definir sua exposição no mercado (tamanho), bem como direção (compra ou venda) e prazo, mas também há aqueles com autonomia totalmente limitada tanto para execução de ordens, quanto para exposição e prazo.

Dentro das Instituições Financeiras há ainda duas importantes divisões:

Traders da mesa proprietária

Operam, exclusivamente, o capital da Instituição e a grosso modo tomam posições que protejam e que rentabilizem sua carteira de títulos, crédito e etc. O grau de exposição ao risco (volume) depende tanto do tamanho, quanto da decisão gerencial de cada banco.

Traders da mesa clientes

Na maioria das vezes, operam para “travar” as operações que são fornecidas para seus clientes (médias e grandes empresas). Exemplo: quando uma empresa procura um banco para fazer um hedge cambial (proteção contra desvalorização do dólar), o banco oferece a operação para o cliente (ou seja, vende dólares no mercado futuro, via contratos de swap, etc.) e para não assumir o risco cambial da operação, o banco faz a trava no mercado (comprando dólar futuro, neste exemplo). Esses traders costumam tomar exposição direcional no mercado, menores do que traders proprietários, ou seja, a maior parte de suas operações são efetivamente “travadas”.

Traders executores de ordens (Brokers)

Apesar de muitas pessoas classificarem estes operadores como traders, a melhor definição para a atividade seria a de “broker”, ou seja, executores ordens. Na maior parte dos casos, os brokers não tomam decisão, apenas executam a ordem da forma mais eficiente. É possível, contudo, que alguns desses traders (brokers) possuam autonomia na execução das ordens, mas por decisão específica e/ou pontual de seus clientes.

Sales Trader

A melhor definição para o Sales trader é a de intermediário entre execução de ordens e relacionamento comercial com clientes. Estes profissionais mantêm relacionamento com clientes e além de oferecerem, executam tais operações. Por terem o consentimento dos clientes, os Sales Traders não assumem posições no mercado.

Trader Autônomo

É representado pelo indivíduo que opera com recursos próprios. Esta é a categoria com o maior grau de liberdade em relação às demais, pois todas as decisões, restrições, regras e objetivos são estabelecidos por somente uma pessoa, você.

É muito importante deixar claro que há poucos traders autônomos consistentes se comparado aos inúmeros traders autônomos atuantes no mercado.

Essa é a única categoria onde um Trader pode continuar atuando, mesmo que sua eficiência não seja comprovada. Por não haver avaliação de resultados e muito menos cobrança, a decisão de continuar operando, mesmo com resultados inconsistentes, é uma decisão puramente pessoal.

Pré-requisitos para ser Trader

Excluindo o Trader autônomo, em praticamente todas as classificações anteriores há pré-requisitos bem específicos para se tornar um trader.

Como ser Trader institucional

Deve-se ter uma boa formação acadêmica, eventualmente uma extensão (MBA ou mestrado) e mostrar-se interessado pela atividade desde cedo. É comum começarem em programas de estágio/trainee e passarem algum tempo (às vezes anos) acompanhando traders seniors na atividade, antes de efetivamente atuarem.  Esse convívio com traders seniors permite aos aprendizes entenderem e desenvolverem, gradativamente, as habilidades exigidas para o trading. Quando conquistam o direito de atuar, o fazem de maneira progressiva, ou seja, possuem autonomia parcial e limite estreito de perda financeira. Só dão passos adiante, ou seja, conquistam autonomia e limites operacionais mais elevados se efetivamente estiverem gerando resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*